Reis Advogados promove roda de conversa sobre maternidade

Em comemoração ao Dia das Mães, o Reis Advogados promoveu uma roda de conversa para as colaboradoras trocarem experiências sobre suas jornadas como mães. Hoje, as mulheres representam 67% da equipe do escritório, ocupando 59% dos cargos de liderança.

O evento foi conduzido pela psicóloga Cléria Bittar, mestre e doutora em Serviços Sociais com pós-doutorado em Estudos de Gênero. Em sua dissertação de mestrado, ela pesquisou as relações entre trabalho e maternidade, descobrindo que a culpa é uma emoção compartilhada por várias mães que também trabalham.

O sentimento apareceu no depoimento de várias das cerca de 60 participantes da palestra. Elas relataram as frustrações vividas logo que tiveram seus bebês, relacionadas à sensação de não saber a maneira correta de criar seus filhos. Esse medo é fruto de críticas e cobranças de terceiros, e até de conselhos não solicitados que acabam aumentando a insegurança de novas mães.

Em contrapartida, foi com alegria que as colaboradoras do escritório falaram sobre suas redes de apoio, composta por familiares, amigos, colegas de trabalho e um ambiente laboral acolhedor. Foi essa cadeia de ajuda que as deixou mais confiantes sobre suas habilidades maternas.

Segundo estudiosos das relações de gênero, a maternidade é uma jornada mais leve quando se quebra a ideia de que a mulher é a única responsável pela criação dos filhos, sobretudo na primeira infância. Uma propaganda antiga diz que, quando nasce uma criança, nasce também uma mãe – e, para exercer esse novo papel, ela também precisa de cuidados.